Who am I??????

Minha foto
CURITIBA
Professor de Filosofia (Bacharel e Licenciado UFSC). Pós graduado em Metodologia do Ensino Interdisciplinar Músico - Rocker.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Filosofia Helenística - A busca da felicidade interior - Epicurismo em foco.

O Período Helenístico inicia-se com a conquista macedônica  das cidades-Estado gregas (Alexandre "o grande", aluno de Aristóteles).   
           A produção filosófica deste período corresponde basicamente à continuação das ideias fundamentais e da forte influência da filosofia socrática. 
          As correntes filosóficas desse período surgem como tentativas de remediar os sofrimentos da condição humana individual: o epicurismo ensinando que o prazer é o sentido da vida; o estoicismo instruindo a suportar com a mesma firmeza de caráter os acontecimentos bons ou maus; o ceticismo de Pirro orientando a suspender os julgamentos sobre os fenômenos.     
           O helenismo é um período da história da filosofia que se caracteriza pela centralidade que atribui à ética, em meio a significativas teorizações sobre a natureza, em um momento de crescente desagregação da pólis grega. 
            Na questão central deste período certamente está a felicidade, cada corrente de pensamento dará resposta a possibilidade de sermos mais felizes com o poder de compreensão do lógos.
            Os estóicos, acreditando na ideia de um cosmo harmonioso governado por uma razão universal, afirmaram que virtuoso e feliz é o homem que vive de acordo com a natureza e a razão. Conforme a moral estóica, nossos juízos e paixões dependem de nós, e a importância das coisas provém da opinião que delas temos.
           A corrente que trata mais detidamente a questão da felicidade é conhecida como Epicurismo. Fundada por Epicuro (324-271 a.C). Este pensador saiu da cidade, pois esta era turbulenta, e adorava conviver com seus amigos, num jardim construído por ele.
          Epicuro propunha que o ser humano deve buscar o PRAZER pois, segundo ele, o prazer é o princípio e o fim de uma vida feliz.           
          Dividiu os prazeres em dois grandes grupos: O PRIMEIRO dos prazeres mais duradouros: a boa conversação com seus muitos amigos, contemplação das artes, audição da música, etc; O SEGUNDO seriam dos prazeres rápidos ou passageiros, como o de comprar, sempre movidos pelo impulso e que no final poderiam resultar em dor e sofrimento.
           Para a filosofia epicurista, três eixos possibilitam a felicidade: a amizade, a liberdade e a vida contemplativa.
           Os epicuristas buscavam a ATARAXIA, termo grego usado para designar o estado de ausência de dor, quietude, serenidade e imperturbabilidade da alma. 
            Epicuro identificou o medo da  morte como uma das principais fontes de todos os medos. Para combater este medo, desenvolveu  um argumento interessante: “Acostuma-te a ideia de que a morte para nós não é nada, visto que todo bem e todo mal residem nas sensações, e a morte é justamente a privação das sensações”, ainda complementa: “Quando estamos vivos, é a morte que não está presente; ao contrário, quando a morte está presente, nós é que não estamos”. EPICURO, Carta sobre a felicidade.
     Epicuro dizia que a presença de amigos para atingir a felicidade era fundamental, quem não tem amigos jamais será feliz. Colocou em prática esse fundamento e ainda dizia que jamais comia sem a companhia de uma pessoa amiga, fosse o contrário preferia nem comer, pois comer sozinho era coisa que nem as feras mais violentas, como os lobos, costumam fazer.

7 comentários:

  1. adoreiiiiii,amo filosofia

    ResponderExcluir
  2. Estou no ensino medio,e estou amando filosofia.É UMA MATERIA MUITO GOSTOSA.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ANDRÉ pelo artigo.
    Texto bastante didático, sintético, belo formato, claro e rico de particularidades.
    Acrescentou muito para o meu Portifólio.
    Parabéns!
    Ana Marta R. e Silva

    ResponderExcluir
  4. muito obrigado parabéns pela estrutura deste site, é o melhor site de pesquisa que já conheci parabéns

    ResponderExcluir
  5. muito obrigado...me ajudou muito apareceu na hora certa!!!

    ResponderExcluir
  6. parabens ANDRE continui publicando artigos didaticos cmo esse q vc vai longe...adorei!!!

    ResponderExcluir